Madonna perde custódia do filho Rocco

Juíza deixa filho da cantora ficar com Guy Ritchie em Londres e pede que ex-casal chegue a acordo

Madonna perdeu, pelo menos por agora, a custódia de Rocco, de 15 anos, que decidiu ir morar com o pai em Londres há alguns meses, deixando a casa da mãe nos EUA. O Supremo Tribunal de Nova Iorque decidiu, esta quarta-feira, dar a guarda temporária do adolescente a Guy Ritchie, alegando que o jovem já frequenta uma escola no Reino Unido.

Na primeira audiência da batalha judicial que opõe a “rainha da pop” ao realizador britânico, os quais participaram via telefónica, a juíza Deborah Kaplan pediu aos pais que resolvessem entre si a custódia de Rocco, mostrando-se otimista quanto a um acordo entre Madonna e o ex-marido. Caso contrário, o tribunal decidirá o futuro do jovem.

A advogada de Madonna apelou à juíza para que Guy Ritchie fosse detido por desrespeito ao tribunal e alegou que o realizador deveria ter levado Rocco para Nova Iorque, quando este decidiu sair de casa da mãe, que detinha até agora a custódia do jovem. “Ele [Guy Ritchie] ensinou ao filho que obedecer a ordens do tribunal não é importante e isso é muito sério”, disse Eleanor Alter. A juíza decidiu não proceder com o pedido de detenção do realizador e pediu que os pais se entendessem, alegando que Rocco apenas quer que o caso judicial termine.

“Francamente, ambos decidiram viver as suas vidas de uma forma muito pública e podem não se importar com o mediatismo, mas o filho não escolheu isto. Ele quer que este caso e os assuntos familiares sejam resolvidos da maneira mais privada possível”, afirmou a juíza, citada pelo Daily Mail. O advogado de Rocco disse na audiência que o jovem tem achado “stressante” a luta pública pela sua custódia.

Já o representante de Guy Ritchie frisou em tribunal que o ex-casal tem falado diretamente por telefone e que esboçaram um acordo relativo à custódia sumarizado em 24 pontos.

A próxima audiência do caso está marcada para 1 de junho.