Casal gay vence batalha de custódia contra mãe de aluguel na Tailândia

Os pais do bebê aguardavam a decisão há quinze meses

Um casal homossexual ganhou a batalha na justiça da Tailândia contra a mãe de aluguel de sua filha, nesta terça-feira. Após o parto, a mulher se negou a assinar os papeis que permitiam que a criança saísse do país ao descobrir que os contratantes eram gays.

A Corte de Família tailandesa deu a custódia da pequena Carmen, de 15 meses, ao americano Gordon Lake e ao espanhol Manuel Santos, ambos de 41 anos. De acordo com o jornal The Guardian, Lake é o pai biológico do bebê e o óvulo partiu de uma doadora anônima. Portanto, a mãe de aluguel Patidta Kusolsang não é geneticamente relacionada à criança.

Desde o nascimento de Carmen, em janeiro de 2015, Lake estava escondido em uma localidade desconhecida na Tailândia, com medo de que o bebê fosse levado. O marido voltou para a Espanha com o filho de dois anos do casal, Álvaro, que nasceu de uma mãe de aluguel na Índia.