Lua de Mel: 5 destinos imperdíveis

Pesquisamos alguns lugares bem legais para passar a lua de mel, sem ter problemas de esconder o amor de um do momentos mais românticos que você pode ter.

Existem lugares com ampla oferta de programas especificamente gays, enquanto outros são gay friendly. De uma forma ou de outra, é bom saber que esses lugares estão cada vez mais numerosos, e facilitam ainda mais as viagens.

1 – São Francisco

 

Um dos primeiros destinos sempre será São Francisco. Além da certeza de ser bem recebido por um dos destinos mais reconhecidamente respeitosos com os gays, a cidade é linda, romântica, cinematográfica e oferece ótimos passeios para quem não está muito afim de balada.

Opções de hospedagem gay friendly também não faltam (a lista do TAG Approved inclui uma dezena deles, mas podemos destacar o Cova Hotel, o Holiday Inn, o Hotel Nikko e o Hotel Zephyr). A ideia é estender a viagem pela magnifíca Highway 1, que segue pela Califórnia, passando por destinos como Carmel, Monterey, Big Sur e Los Angeles. E quem sabe a viagem rende até uma esticadinha até Las Vegas.

 2 –  Aruba

Se o intuito é relaxar num resort all inclusive e não ter muitas coisas para fazer, nesse caso o Caribe é a melhor opção, com suas praias e mar de tirar o fôlego. Mas viajar em lua de mel para o Caribe não é certeza de destinos gay-friendly, por incrível que pareça. Jamaica, Barbados e Trinidad e Tobago, por exemplo, possuem legislação discriminatória contra os gays. Aruba, por outro lado, é conhecida por seu respeito à diversidade.

Entre as opções de hospedagem gay-friendly estão o Aruba Marriott Resort & Stellaris Casino ou o Hyatt Regency Aruba Resort and Casino.

Outra opção de destino no Caribe é Punta Cana, que apesar de não possuir quase nenhuma atividade gay, tem o mar e o hotel all inclusive garantidos.

3 – Ilhas Gregas

E uma viagem gay para a Grécia não se restringe à Mykonos. Lógico, curtir a Elia Beach em Mykonos ou o pôr do sol no famoso Elysium Hotel são programas imperdíveis para os gays. Mas para um casal gay em lua de mel que prefere mais romance do que agitação, talvez Santorini seja ainda uma melhor pedida.

A ilha respira romantismo, desde os seus incríveis finais de tarde (o pôr do sol em Oia é um dos mais famosos do mundo) até os hotéis debruçados sobre a caldeira, como é chamado o mar sobre a cratera do vulcão de onde Santorini emerge.

Outras ilhas também têm crescido em popularidade, como a ilha de Zakynthos (da famosa Navagio Beach), Milos ou Folegandros.

4 – Santiago (Chile)

A capital do Chile, Santiago, é um dos destinos da América do Sul mais gay-friendly. Possui vários encantos, desde seu centro histórico, o belo Cerro Santa Lucia, o Cerro San Cristobal e a incrível vista do Sky Costanera, uma das novas atrações da cidade (inaugurado em 2015).

A partir de Santiago mesmo, é possível fazer alguns passeios de bate-volta bem legais, como o Oceano Pacífico de Valparaíso e Viña del Mar, a incrível região de Cajón del Maipo ou para os picos do Valle Nevado, famosa estação de ski na Cordilheira dos Andes.

Para quem prefere se afastar um pouco da capital, o Deserto do Atacama é um destino imperdível, e também não dá para esquecer dos Lagos Andinos e da Patagônia Chilena. Ou seja, é o pacote completo de lua de mel.

5 – Provence e Côte d’Azur (França)

Cansou de ver gente falando de Paris? A França é um país lindo, ainda mais se você se distancia das grandes cidades. Viajar pelo interior do país é uma experiência repleta de surpresas.

Entre os destaques estão Aix-en-Provence, as pequenas cidades de Luberon e as fantásticas calanques de Cassis e Marselha. Mas para quem quer um destino tipicamente romântico e também com boas opções específicas para o público gay, Nice é a opção.

Na região da Côte d’Azur, famosa por balneários como Cannes, Saint Tropez e Éze (tem praia de nudismo lá também), é um destino de lua de mel gay por excelência.