STAR TREK: GEORGE TAKEI MUDA DE IDEIA E APROVA SULU GAY

O ator George Takei voltou atrás em sua crítica à transformação de Sulu num personagem gay em “Star Trek: Sem Fronteiras”. Takei, que interpretou Sulu na série clássica “Jornada nas Estrelas” e nos primeiros filmes derivados da franquia, assumiu-se gay em 2005, mas não tinha aprovado a mudança de sexualidade do personagem, até então retratado como heterossexual.

GEORGE TAKEI2“Estou maravilhado que exista um personagem gay, mas não precisava ser Sulu. Infelizmente, é uma distorção da criação de Gene Roddenberry”, ele se manifestou, na semana passada. “Eu penso que este filme será lançado durante o aniversário dos 50 anos de ‘Star Trek’, o que é uma forma de prestar homenagem a Roddenberry, o homem cuja visão nos motivou por meio século. E a melhor forma de honrá-lo seria criar outro personagem, não alterar uma de suas criações”.

Ironicamente, o roteirista Simon Pegg, intérprete de Scotty no filme, imaginava assim prestaria uma homenagem a Takei, o único intérprete da série clássica a se assumir gay. Mas, para o veterano ator, o problema de mostrar Sulu gay agora era basicamente considerar que o personagem vivia “no armário”, escondendo sua verdadeira sexualidade nas histórias anteriores, o que seria uma péssima mensagem. Afinal, no século 23, onde ele vive, a sexualidade já não deveria precisar ser disfarçada.

Diante da polêmica, Pegg veio a público dizer que, como a série sofreu um reboot, as histórias clássicas estão sendo reescritas. Portanto, para efeitos da trama, não existe um passado heterossexual para Sulu. Ele também justificou a decisão de mostrar um personagem clássico como gay para evitar introduzir um novo personagem, que passasse a ser conhecido apenas por sua orientação sexual. Além disso, Rod Roddenberry, o filho do criador de “Star Trek”, também se manifestou, dizendo que seu pai aprovaria a inclusão de um personagem gay na ponte de comando da Enterprise.

Com tempo para refletir, Takei agora mudou de ideia. Em um post em seu Facebook, ele elogiou a decisão e parabenizou o roteirista e o novo intérprete de Sulu. “Eu desejo tudo de bom para John Cho no papel que eu já interpretei, e parabenizo Simon Pegg em sua ousada e inovadora narrativa. Enquanto eu teria escolhido desenvolver um novo personagem [gay], neste caso, eu entendo perfeitamente e aprecio o que estão fazendo [com Sulu] – como sempre, corajosamente indo aonde nenhum homem jamais esteve”, ele escreveu.

Com direção de Justin Lin (“Velozes e Furiosos 6”), “Star Trek: Sem Fronteiras” estreia em 22 de julho nos EUA, mas, por causa das Olimpíadas, chega apenas em 1 de setembro no Brasil.