Irlanda poderá eleger primeiro líder gay de sua história nesta semana

A Irlanda, o país mais católico da Europa, onde a homossexualidade foi descriminalizada há apenas 24 anos, poderá eleger um primeiro-ministro gay na próxima sexta-feira. Leo Varadkar, ministro de proteção social do país europeu, é o favorito nas pesquisas para substituir o atual premiê, Enda Kenny, que renunciou no último dia 17 mas continuará no cargo até a escolha de seu sucessor.

Aos 38 anos, Varadkar conquistará ainda outros dois feitos se realmente vencer o pleito: será o primeiro-ministro irlandês mais jovem da história e também o primeiro de origem asiática, já que seu pai nasceu na Índia. O companheiro dele, o médico Matt Barrett, é o único que está um pouco descontente com a possibilidade, já que não gosta da vida sob os holofotes.

Um dos assuntos que mais renderam notícia em todo o mundo na última reunião do G7, na semana passada, foi a foto oficial na qual Gauthier Destenay, o marido do primeiro-ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel, aparece junto com as mulheres de outros líderes do grupo internacional.