Orientação sexual não causa doença mental. Mas falta de apoio sim

A ausência de suporte de familiares e amigos é, segundo novo estudo, o que aumenta o risco de ansiedade e depressão entre o público LGBT

A probabilidade de um jovem homossexual se suicidar é cinco vezes maior do que a de um heterossexual. A informação é de uma investigação realizada pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

Acontece que, alguns anos depois, pesquisadores da Universidade Nacional Australiana descobriram que a elevada taxa de doenças mentais no grupo LGBT não tem nada a ver com a sexualidade em si. O que conta mesmo é a falta de apoio da família e dos amigos.